Emergências 0800 601 6001
20/07/2020

Viapar conclui obras no Hospital Universitário

concessionária Viapar concluiu as obras de pavimentação e melhorias no acesso à nova ala do Hospital Universitário Regional de Maringá (HUM). Foram executados cerca de 6 mil metros de pavimentação, junto com o plantio de quatro mil metros de grama no entorno do prédio. A empresa ainda deve fazer a instalação de placas de sinalização em todo o HUM.

A obra, que teve início no dia 14 de maio, não gerou nenhum custo para a UEM já que a Viapar doou, com a parceria de outras sete empresas recrutadas pela concessionária, mão de obra, maquinários e materiais.

O reitor da Universidade, Julio César Damasceno, comenta que a iniciativa foi uma importante contribuição para o Hospital Universitário que vem empreendendo esforços para ampliar o atendimento aos pacientes da covid-19, em uma atuação conjunta com o governo do estado contra o colapso no sistema de saúde na região. “A diretoria da Viapar foi sensível às nossas demandas atendendo, prontamente, nossos pedidos e deste modo deu um passo adiante no sentido de unir pessoas em torno de objetivos comuns”, afirma.

Marco Schara, gerente de Engenharia e Operações da Viapar, lembra que a empresa logo acionou seus parceiros diante da solicitação do Hospital Universitário. "Queríamos colaborar de uma forma que beneficiasse a sociedade num momento tão difícil. A adesão dos parceiros também foi espontânea. Aproveitamos para agradecer a todos os profissionais da saúde que estão na linha de frente no combate a esse vírus."

Economia
O diretor de Serviços e Manutenção da UEM, Cleival Rejani, explica que a doação gerou forte economia para o hospital e consequentemente para a UEM, que teria de desembolsar cerca de R$ 1,2 milhão se precisasse contratar o serviço.

O termo de doação assinado com a Reitoria da Universidade, em meados de maio, foi resultado de uma mobilização que envolveu diferentes atores. Segundo Damasceno, as negociações tiveram início em abril deste ano a partir da visita de uma comissão de deputados eleitos por Maringá, que estiveram no hospital verificando as pendências para colocar a nova ala do HUM em funcionamento, conforme solicitação o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

Na ocasião, os deputados indicaram a Viapar como possível parceira na obra de pavimentação e o presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Doutor Batista (DEM), entrou em contato com o diretor presidente da concessionária, Guilherme Nogueira de Castro. “A partir daí a direção do hospital encaminhou a solicitação formal à concessionário e em pouco tempo foi fechado o acordo para a execução do serviço”, relata o reitor.

Foram dois meses de trabalho resultando na pavimentação de todo o entorno da nova ala, estacionamento e o acesso à rua Ametista, situada atrás do HUM. Também foi aberta uma via interna ligando a rua Ametista ao Pronto-Atendimento, por onde trafegarão as ambulâncias com pacientes para acolhimento de urgência e emergência.

Empresas parceiras
2020 05 14 Obras asfalto HU 2137

Sete empresas se uniram à Viapar para realização da obra
As obras executadas tiveram a parceria das seguintes empresas: Societtá Engenharia e Construções Ltda, R.E.A Mineração Ltda, Pedreira Catedral Ltda, Pedreira Itaipu Indústria e Comércio de Britas Ltda, Liotto Obras e Pavimentações Eirelli, Incovia Soluções em Sinalização Viária Ltda e Bulla Sinalização Ltda.

A Prefeitura do Câmpus ainda executou, com recursos próprios da UEM/ HUM, o cercamento em volta da área, de forma a melhorar a segurança no local. Além de algumas outras obras de infraestrutura, como a instalação das caixas de água, ligações em rede dos gases medicinais, adequação da entrada de energia e iluminação externa.

Clínica de adultos
A nova ala, cujo prédio foi parcialmente concluído em abril de 2019, foi construída para funcionar como clínica de adultos. Nesse momento de pandemia atende exclusivamente pacientes da covid-19.

Quinze novos leitos de retaguarda para o atendimento dos pacientes suspeitos ou diagnosticados com a doença foram habitados no último dia 8, somando-se aos leitos que já estavam em funcionamento. Atualmente, o HUM disponibiliza 50 leitos de internamento para pacientes da covid-19, sendo 20 leitos de UTIs para os pacientes graves e 30 leitos de retaguarda.

Para a superintendente do HUM, Elisabete Kobayashi, “a abertura destes novos leitos fez com que diminuísse a taxa de ocupação de 53% para 23%, dando um alívio para a rede. Demonstra a importância do Hospital Universitário Regional de Maringá na manutenção e no equilíbrio destes atendimentos, e, ainda, a importante estratégia do governo do Paraná ao subsidiar esta abertura”.
Fonte: Assessoria de comunicação UEM - Texto TEREZA CRISTINA PARIZOTTO

Aguarde...